8 lições de Nelson Mandela sobre liderança

Hospitalizado há alguma semanas, Nelson Mandela tem sido lembrado com maior frequência por televisões e jornais durante os últimos tempos. O líder sul-africano foi um exemplo de liderança e é hoje uma fonte de inspiração para qualquer profissional que pretenda comandar uma equipa.

E para celebrar os seus feitos, a revista TIME (ano de celebração dos seus 90 anos) compartilhou em 2008 as 8 lições de liderança deixadas por Mandela, as quais partilhamos também com vocês neste artigo. Leia e adapte-as ao seu dia-a-dia.

1. “Discursos longos, tremor de punhos, batidas de mesa e resoluções com palavras fortes que não tenham ligação com as condições objetivas, e que não estejam ligados a ações, podem trazer um grande dano para a luta e para a organização que servimos.”

2. “Eu não tinha nenhuma crença específica, exceto que a nossa causa era justa, era muito forte e foi ganhando cada vez mais apoio.”

3. “Os verdadeiros líderes devem estar prontos para sacrificar tudo pela liberdade do seu povo.”

4. “O que vale na vida não é o simples facto de termos vivido. É a diferença que fazemos na vida de outras pessoas que irá determinar o significado da vida que levamos.”

5. “Nunca foi um hábito meu usar palavras de ordem. Se tem alguma coisa que 27 anos de prisão me ensinaram é a usar o silêncio da solidão para nos ajudar a entender como as palavras são preciosas e como o impacto real dos discursos está sobre a forma como as pessoas vivem e morrem”

6. “Uma boa cabeça e um bom coração formam sempre uma combinação formidável.”

7. “Bravo não é quem sente medo, é quem o vence.”

8. “Devemos promover a coragem onde há medo, promover o acordo onde existe conflito, e inspirar esperança onde há desespero.”

Já leu as 8 lições de liderança de Mandela? Agora escolha 3, e aplique 1.