Não renovar conhecimentos: o maior erro dos vendedores

No final do séc. XX, grande parte das pessoas tinham uma licenciatura. Era o período em que todos ficavam radiantes por terem um curso e o emprego era praticamente garantido, principalmente se tivéssemos a falar de áreas emergentes. Mas há uns anos para cá essa situação foi alterada. A licenciatura deixou de garantir o emprego e muito menos os resultados.

Apesar de todas estas alterações, muitos profissionais ainda consideram que a licenciatura é tudo. É uma parte importante, mas certamente é apenas um passo de um longo caminho. E esta realidade também acontece no mundo das vendas. Profissionais que ficam “agarrados” àquilo que já sabem, deixando de parte futuros conhecimentos é algo, infelizmente, bastante comum.

Além disso, o atual contexto económico não ajuda: os vendedores não querem “gastar” dinheiro em conhecimento. O problema é que o pensamento está a ser feito de forma contrária. Os vendedores necessitam de perceber, de uma vez por todas, que investir em conhecimento é dinheiro facilmente recuperado no futuro. Por vezes basta apenas uma simples ideia adquirida para recuperar todo o dinheiro gasto num livro ou num seminário.

Os bons profissionais pensam assim. Eles não olham a meios para aprenderem sempre mais, pois sabem que no futuro, esse investimento irá voltar na proporção de dez ou vinte vezes. Cortar nas despesas e não crescer profissionalmente é um, no mínimo, parar no tempo.

E você, tem renovado os seus conhecimentos? Com que regularidade?